Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em Nova York 20/09/2017 REUTERS/Kevin Lamarque

(reuters_tickers)

Por David Morgan

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pedirá nesta quarta-feira a redução de impostos para empresas e para os mais ricos como parte de um novo plano tributário que deve oferecer poucos detalhes sobre como compensar os cortes sem ampliar o déficit federal.

Discutido por meses entre assessores de Trump e republicanos no Congresso, o plano será apresentado em um evento em Indianápolis e deve propor o corte de 20 por cento no imposto corporativo e reduzir de 39,6 por cento para 35 por cento a alíquota de imposto para a faixa mais alta de renda de pessoa física.

O plano também deve dobrar a dedução padrão para todos os contribuintes.

"É preciso analisar o plano como um todo. Ele dobra a dedução padrão, então no fim das conta, mesmo as alíquotas mais baixas têm uma redução tributária", disse o republicano Jim Renacci.

Os republicanos dirão que os cortes tributários, que foram vazados para a imprensa por uma série de fontes nos últimos dias, serão compensados por novas receitas levantadas com a eliminação de brechas tributárias, embora a expectativa é de que não sejam mencionadas no plano.

Os republicanos também devem projetar que os cortes tributários de Trump, se aprovados pelo Congresso, levarão a um crescimento econômico mais robusto nos EUA, previsões que os críticos certamente irão questionar.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters