Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Membros das forças especiais da Alemanha vistos durante operação em Frankfurt. 01/02/2017 REUTERS/Kai Pfaffenbach

(reuters_tickers)

BERLIM (Reuters) - Mais de 1.100 policiais alemães realizaram buscas em 54 casas, empresas e mesquitas em Frankfurt e outras cidades no Estado de Hesse nesta quarta-feira e prenderam um tunisiano suspeito de planejar um ataque, disseram autoridades alemães.

O tunisiano de 36 anos é suspeito de recrutar para o Estado Islâmico na Alemanha desde agosto de 2015 e criar uma rede de apoiadores com objetivo de realizar um ataque terrorista na Alemanha, disse o procurador-geral de Frankfurt em comunicado.

Segundo comunicado, a polícia realizou operações em Frankfurt am Main, Offenbach am Main, Darmstadt, Limburg e Wiesbaden, assim como outros distritos. Autoridades estão investigando 16 suspeitos com idades entre 16 e 46 anos, incluindo o homem preso.

Os planos de ataque estavam em estágio inicial e ainda não havia alvos concretos, segundo o procurador-geral.

O ministro do Interior do Estado de Hesse, Peter Beuth, disse que não há qualquer perigo imediato: "Não foi sobre prevenção de um ataque iminente - forças da segurança em Hesse interferiram precocemente para proteger cidadãos da ameaça de danos."

A polícia alemã prendeu três homens em Berlim na terça-feira por suspeitas de ligações com militantes do Estado Islâmico e planejamento de viagem ao Oriente Médio para treinamento em combate.

(Por Michelle Martin)

Reuters