LONDRES (Reuters) - A polícia britânica prendeu 113 pessoas depois que ambientalistas bloquearam algumas das avenidas mais famosas de Londres, como Oxford Circus, Marble Arch e Waterloo Bridge, na tentativa de forçar o governo a fazer mais para combater a mudança climática.

Os protestos, liderados pelo grupo climático britânico Extinction Rebellion, travaram partes do centro de Londres na segunda-feira, e alguns manifestantes passaram a noite no local para um segundo dia de protestos nesta terça-feira.

O movimento, que gerou manchetes com um protesto de pessoas seminuas na Câmara dos Comuns do Parlamento britânico no início deste mês, está exigindo que o governo declare uma emergência climática e ecológica e reduza as emissões de gases de efeito estufa a zero até 2025.

"Houve 113 prisões no total, a maioria das quais é por violação da Notificação da Seção 14 da Lei de Ordem Pública de 1986 e obstrução de via pública", disse a polícia londrina.

A polícia disse que cinco dos presos foram detidos depois que o edifício da Shell, próximo do Rio Tâmisa, foi visado.

Na segunda-feira, dois manifestantes escalaram andaimes e escreveram "A Shell Sabe!" com tinta vermelha na fachada do edifício, e outros três colaram as mãos nas portas giratórias da entrada.

(Por Paul Sandle e Hannah Mckay)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.