Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Mike Tyson é escoltado por oficiais da Polícia Investigativa no aeroporto de Santiago 9/11/2017 Divulgação

(reuters_tickers)

SANTIAGO (Reuters) - A polícia chilena impediu o boxeador norte-americano Mike Tyson de entrar no país citando o não cumprimento de leis de imigração e ​estava colocando-o em um voo de volta, disse a Polícia de Investigações do Chile (PDI) nesta quinta-feira.

A mídia local reportou que o ex-campeão mundial de peso pesado estava planejando participar de uma cerimônia de premiação para filmes de ação acontecendo em Santiago, capital do Chile.

"Detetives da Polícia Internacional estão recolocando Mike Tyson a bordo pelo não cumprimento da lei de imigração", disse a PI em sua conta oficial do Twitter nesta quinta-feira, junto com a fotografia de Tyson entrando no aeroporto junto com dois indivíduos usando jaquetas da polícia.

A PDI não especificou qual parte da lei Tyson não cumpriu, e não respondeu imediatamente a um e-mail e ligação que buscavam mais informações.

Tyson cumpriu três anos de uma pena de seis na prisão norte-americana por estupro em 1992. Em 2012, a Nova Zelândia revogou um visto de entrada para Tyson após uma instituição de caridade​,​

que iria se beneficiar de sua visita, ​desistir do apoio por conta da condenação de estupro.

(Reportagem de Luc Cohen)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters