Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

DUBLIN (Reuters) - A polícia irlandesa prendeu duas pessoas nesta terça-feira, uma delas já solta sem acusação, em ligação com uma investigação sobre um dos três agressores que mataram sete pessoas em Londres no fim de semana.

O primeiro-ministro da Irlanda, Enda Kenny, disse na segunda-feira que um dos agressores, Rachid Redouane, de 30 anos e morador da área de Barking, no leste de Londres, morou na Irlanda por um tempo, mas não atraiu atenção policial.

A polícia irlandesa informou ter prendido dois homens na faixa dos 30 anos pela Lei de Ofensas de Roubos e Fraudes. O primeiro, preso no condado de Limerick, no sudoeste da Irlanda, foi solto sem acusação. O segundo estava sendo interrogado em Wexford, no sudeste.

A mídia local relatou que ambos são suspeitos de usarem documentos e identificadores de impostos e saúde associados a Redouane, que, segundo a polícia britânica, reivindicava ser marroquino e líbio.

A ministra da Justiça da Irlanda, Frances Fitzgerald, disse que a força policial do país estava em contato direto com serviços de segurança britânicos sobre a investigação.

Sete pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas no sábado quando três homens usaram uma van para atingir pedestres na London Bridge e então esfaquearam pessoas que estavam em bares próximos.   

(Reportagem de Padraic Halpin)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters