Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Casal observa homenagens a vítimas de massacre em Las Vegas 9/10/2017 REUTERS/Las Vegas Sun/Steve Marcus

(reuters_tickers)

(Reuters) - A polícia de Las Vegas disse nesta sexta-feira que não houve um intervalo de seis minutos entre o primeiro disparo de um homem armado contra um segurança e o fogo aberto em um show ao ar livre há duas semanas, revisando sua cronologia anterior para o ataque a tiros mais mortal da história dos Estados Unidos.

O xerife do condado de Clark, Joseph Lombardo, que supervisiona o departamento de polícia de Las Vegas, disse a jornalistas que quase não houve espaço entre o momento em que Stephen Paddock, fortemente armado, atirou no segurança Jesus Campos, do hotel Mandalay Bay, fora de seu quarto e a hora que ele abriu fogo contra espectadores do show.

Relatórios iniciais do departamento apontavam uma lacuna de seis minutos. Isso levantou questões como se a polícia ou a segurança do hotel poderiam ter agido mais rápido para evitar as vítimas do ataque de 1o de outubro.

Paddock deixou 546 feridos e matou 58 pessoas antes de se matar. A maioria dos feridos já foi liberada dos hospitais, mas 45 permanecem internados, alguns com lesões graves, disse Lombardo.

(Reportagem de Jon Herskovitz em Austin, Texas)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters