Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Polícia italiana usa canhões de água para expulsar refugiados acampados em praça, em Roma 24/08/2017 REUTERS/Yara Nardi

(reuters_tickers)

ROMA (Reuters) - Com canhões de água e cassetetes, a polícia italiana entrou em confronto, nesta quinta-feira, com refugiados que estavam acampados uma pequena praça de Roma em desafio a uma ordem de deixar um prédio que haviam ocupado.

Imagens de televisão mostraram alguns refugiados gritando e tentando bater nos policiais, que utilizavam equipamentos de choque.

A praça, que fica a apenas um quarteirão de distância da principal estação de trem de Roma, estava repleta de colchões, latas de lixo viradas e cadeiras de plástico quebradas.

Cerca de 100 refugiados estavam ocupando a praça desde sábado, quando quase 800 ocupantes ilegais foram despejados de um prédio comercial adjacente, onde residiam há cerca de cinco anos.

Um lençol estava pendurado no prédio com os dizeres "Nós somos refugiados, não terroristas", em italiano.

A maior parte dos ocupantes era formada por eritreus que receberam asilo. A polícia disse que eles haviam se recusado a aceitar o alojamento oferecido pela cidade.

Em comunicado, a polícia disse que os refugiados tinham botijões de gás, alguns abertos, e que policiais foram atingidos por pedras, garrafas e spray de pimenta. Duas pessoas foram presas.

(Reportagem de Philip Pullella)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters