Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen. 05/02/2017 REUTERS/Robert Pratta

(reuters_tickers)

PARIS (Reuters) - A polícia judicial francesa está interrogando o guarda-costas e o chefe de gabinete da candidata de extrema direita à Presidência da França, Marine Le Pen, em relação a uma investigação sobre o suposto uso irregular de recursos da União Europeia para pagar assessores parlamentares, disse o advogado da candidata nesta quarta-feira.

Marcel Ceccaldi disse à Reuters que o caso era uma "manipulação" com objetivo de desestabilizar a campanha eleitoral da Frente Nacional, liderada por Le Pen, que anteriormente já negou quaisquer irregularidades.

(Reportagem de Gerard Bon)

Reuters