Reuters internacional

JERUSALÉM (Reuters) - Oficiais da polícia paramilitar israelense mataram a tiros, neste sábado, um palestino após ele esfaquear três israelenses na Cidade Velha de Jerusalém, de acordo com um porta-voz da polícia.

O agressor feriu dois judeus ultra-ortodoxos na rua, antes de fugir para uma casa próxima onde foi capturado por policiais de fronteira. Antes de ser baleado, ele esfaqueou um dos policiais, afirmou o porta-voz da polícia, Micky Rosenfeld.

Um dos dois civis foi esfaqueado na parte superior do corpo e sofreu lesões descritas como moderadas. O outro homem e o policial da fronteira foram levemente feridos, acrescentou Rosenfeld.

Sites palestinos identificaram o agressor como Ahmed Ghazzal, de 17 anos, da cidade de Nablus, na parte norte da Cisjordânia ocupada.

O incidente ocorreu perto do local onde, três dias antes, a polícia de fronteira disparou e matou uma mulher que tentou esfaquear oficiais na Porta de Damasco, uma entrada fortemente protegida da Cidade Velha de Jerusalém.

Ao menos 242 palestinos foram mortos em Israel e nos Territórios Palestinos em um período de violência esporádica que começou em outubro de 2015, mas que diminuiu nos últimos meses.

Reuters

 Reuters internacional