Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MOSCOU (Reuters) - A polícia russa prendeu três sem-teto suspeitos de terem comido um homem de 25 anos que assassinaram, vendendo depois os restos do cadáver para uma casa local de kebab.
As suspeitas aumentaram quando as partes desmembradas de um corpo humano foram encontradas perto de um ponto de ônibus nas redondezas da cidade russa de Perm, a 1.150 quilômetros de Moscou.
Três sem-teto com antecedentes criminais foram presos por suspeita de bater e esfaquear um homem antes de cortar seu corpo para comê-lo, afirmaram investigadores locais em comunicado no site www.susk.perm.ru.
"Depois de cometer o crime, o cadáver foi divido: parte foi comido e parte foi vendida para um quiosque que vende kebabs e tortas", afirmou na sexta-feira o investigador principal da promotoria geral da região de Perm por meio da nota.
Não ficou claro no comunicado se qualquer parte do cadáver chegou a ser vendida a consumidores.
(Reportagem de Guy Faulconbridge)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters