Reuters internacional

Equipe de emergência trabalha em local de desmoronamento de prédio em Nairóbi, no Quênia. 13/06/2017 REUTERS/Baz Ratner

(reuters_tickers)

Por John Ndiso e Humphrey Malalo

NAIRÓBI (Reuters) - Aproximadamente 15 pessoas estão desaparecidas depois que um prédio de sete andares desmoronou em uma área residencial de Nairóbi, capital do Quênia, informaram serviços de resgate nesta terça-feira, e autoridades afirmaram ter pedido que os ocupantes deixassem o local antes do desmoronamento.

Fotógrafos da Reuters no local do desabamento, em um subúrbio de Nairóbi conhecido como Pipeline, viram uma pilha de blocos de concreto partidos e metal retorcido. Uma escavadeira estava retirando os destroços.

O incidente aconteceu na noite de segunda-feira.

Autoridades disseram que os residentes do prédio haviam sido advertidos para deixar o local quando o edifício começou a apresentar rachaduras.

"Basicamente esse foi um desastre que estava anunciado. As pessoas foram retiradas, mas nós podemos ter algumas pessoas que podem ter sido deixadas para trás", disse Pius Masai, vice-diretor da Unidade Nacional de Gerência de Desastres, no local do desmoronamento.

Japheth Koome, o comandante da polícia da região de Nairóbi, disse que uma equipe especializada das Forças de Defesa do Quênia foi chamada para ajudar com as operações de resgate.

O Quênia já passou por tragédias semelhantes no passado. Quase 50 pessoas morreram no meio do ano passado quando outro prédio desmoronou durante uma forte chuva noturna em um bairro pobre do país.

(Reportagem de Duncan Miriri e George Obulutsa)

Reuters

 Reuters internacional