Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

LONDRES (Reuters) - O príncipe George, bisneto da rainha Elizabeth e o terceiro na linha sucessória ao trono da Grã-Bretanha, começou a frequentar a escola nesta quinta-feira, mas a sua mãe Kate, grávida, não pode acompanhá-lo por estar sofrendo de náuseas matinais severas.

George, 4, foi levado por seu pai, o príncipe William, de sua residência no Kensington Palace para a escola Thomas's Battersea no sudoeste de Londres, que apregoa que sua mais importante regra é "ser amável" e cobra quase 18 mil libras ( 23.490 dólares) por aluno ao ano.

"Esperamos que nossos alunos façam progressos impressionantes como resultado de seu próprio trabalho árduo, dos melhores esforços de seus professores, do apoio judicioso de seus pais e do encorajamento de seus pares", diz a escola em seu site.

Um George com aspecto nervoso, usando o uniforme escolar, segurou a mão do pai enquanto a chefe da escola primária, Helen Haslem, levou a dupla real para a sala de aula.

Sua mãe, Kate, perdeu a ocasião devido a uma grave enjoo matinal e cancelou outros compromissos nesta semana após o palácio ter anunciado na segunda-feira que ela está esperando seu terceiro filho.

Como seus pais, George e sua irmã mais nova, Charlotte, já apareceram nas capas de revistas em todo o mundo e, neste verão, fizeram viagens oficiais para a Polônia e da Alemanha.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters