Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Emma Rumney

LONDRES (Reuters) - O príncipe Harry, do Reino Unido, defendeu a maneira como seu pai, o príncipe Charles, cuidou dele e de seu irmão Harry enquanto sofriam pela morte de sua mãe, a princesa Diana.

O documentário "Diana, 7 days", pré-exibido pela BBC nesta quarta-feira, reconta os eventos que ocorreram após a morte de Diana 20 anos atrás. Ela morreu com seu namorado Dodi al-Fayed quando a limusine em que estavam bateu em um túnel de Paris enquanto fugiam de paparazzi que os perseguiam.

Seus filhos, os príncipes William e Harry, que tinham 15 e 12 anos quando ela morreu, falaram sobre a morte da mãe pela primeira vez em outro documentário lançado em julho, mas nenhum dos dois mencionara o papel de seu pai.

"Ele esteve lá para a gente", disse o príncipe Harry à BBC, falando sobre o herdeiro do trono britânico. "Uma das coisas mais difíceis para um pai fazer é dizer para os seus filhos que sua mãe morreu".

Após a morte de Diana, a família real foi alvo de críticas do público pela maneira como tratou a princesa, que se esforçou para se encaixar na monarquia e para lidar com a infidelidade de seu marido.

Alguns questionaram a decisão de colocar dois jovens príncipes andando atrás do caixão de sua mãe, enquanto prosseguiam por Londres, passando multidões em luto.

O irmão de Diana, Earl Spencer, descreveu o ocorrido como uma decisão "bizarra e cruel", e o príncipe Harry disse à revista norte-americana Newsweek em junho que nenhuma criança deveria passar por isso "sob nenhuma circunstância".

Entretanto, refletindo sobre o evento novamente, Harry disse à BBC que ficou "muito satisfeito" em ter participado do dia.

O príncipe William, que havia dito que usou sua franja como um artifício de segurança durante a "muito longa e solitária caminhada", disse que era sua obrigação participar do evento e que a decisão foi "coletiva".

(Reportagem de Emma Rumney)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters