Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Princesa Diana, do Reino Unido, com filhos Harry e William no Palácio de Buckingham, em Londres. 11/06/1988 REUTERS/Stringer

(reuters_tickers)

LONDRES (Reuters) - Os príncipes William e Harry, do Reino Unido, irão comparecer a uma cerimônia particular no túmulo de sua mãe, a princesa Diana, no sábado, data que marcaria seu 56º aniversário.

O serviço irá acontecer no local de repouso de Diana, Althorp Estate, lar ancestral de sua família situado no centro da Inglaterra, onde os príncipes terão a companhia da esposa de William, Kate, e de familiares de Diana.

O arcebispo da Cantuária, Justin Welby, líder espiritual da Comunhão Anglicana, irá realizar a cerimônia.

Diana, primeira esposa do príncipe herdeiro Charles, morreu aos 36 anos em Paris, em 31 de agosto de 1997, quando a limusine que a levava ao lado do namorado, Dodi al-Fayed, bateu em um túnel tentando fugir de paparazzi que os perseguiam de moto.

Ela foi enterrada em uma ilha oval frondosa na propriedade de Althorp, em meio a demonstrações de comoção em todo o mundo.

Com a proximidade do 20º aniversário de sua morte, tanto William, de 35 anos, quanto Harry, de 32, falaram publicamente sobre o impacto que a perda da mãe teve em suas vidas.

Em uma entrevista publicada na semana passada, Harry disse que a decisão de fazê-lo caminhar atrás do caixão da mãe no cortejo fúnebre pelas ruas lotadas de Londres quando ele ainda era uma criança teve um impacto duradouro.

"Não acho que se deveria pedir que nenhuma criança faça isso, em circunstância nenhuma. Não acho que isso aconteceria hoje". 

Os dois príncipes se tornaram ativistas de campanhas de saúde mental, incentivando as pessoas a falarem abertamente em vez de conter suas emoções, e em abril William disse que o choque da perda da mãe ainda se faz sentir.

(Por Michael Holden)

Reuters