Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, durante depoimento como testemunha em caso de corrupção, em San Fernando de Henares 26/06/2017 REUTERS TV via REUTERS

(reuters_tickers)

SAN FERNANDO DE HENARES, Espanha (Reuters) - O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, negou nesta quarta-feira ter qualquer conhecimento de um esquema de financiamento ilegal dentro de seu Partido Popular (PP), e disse que não receber qualquer pagamento ilícito, ao prestar depoimento em um tribunal como parte de um longo caso de corrupção.

Rajoy é o primeiro premiê em exercício na Espanha a ser convocado a um tribunal como testemunha. O julgamento é centrado em acusações de corrupção envolvendo empresas e governos de pequenas cidades, mas envolveu o primeiro-ministro e levou a alegações de uso de caixa 2 dentro de seu partido.

Questionado no tribunal se sabia que havia um esquema de financiamento ilegal para campanhas eleitorais dentro do partido e doação de dinheiro por doadores anônimos, Rajoy disse: "Nunca".

"Eu nunca ouvi nada porque, como já disse, eu nunca fui responsável por questões financeiras dentro do partido", disse Rajoy.

(Reportagem de Inmaculada Sanz)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters