Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, durante coletiva de imprensa, em Tóquio 25/09/2017 REUTERS/Toru Hanai

(reuters_tickers)

Por Linda Sieg

TÓQUIO (Reuters) - O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse que irá dissolver a câmara baixa do Parlamento na quinta-feira para realizar eleições antecipadas, à medida que busca um novo mandato para superar "uma crise nacional".

Abe, no poder por cinco anos, disse precisar de um novo mandato para transferir algumas receitas de um planejado aumento de impostos para gastos sociais como educação, além de buscar apoio para um posicionamento rígido contra os constantes testes nucleares e de míssil da Coreia do Norte.

"Eu vou dissolver a câmara baixa no dia 28 de setembro", disse durante coletiva de imprensa televisionada nesta segunda-feira.

A decisão é amplamente vista como uma tentativa de se aproveitar do recentemente melhorado nível de apoio a Abe e da desordem da oposição.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters