Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

PEQUIM (Reuters) - O presidente da China, Xi Jinping, prometeu reprimir energicamente a corrupção nas forças militares, ao pedir que soldados refutem práticas ilegais e garantam sua lealdade ao comando do Partido Comunista, divulgou a imprensa estatal nesta sexta-feira.

O compromisso de punir militares corruptos foi divulgado poucos dias depois de o Partido Comunista ter começado uma investigação sobre o ex-chefe de segurança interna Zhou Yongkang, a figura mais proeminente a cair no crivo da campanha de Xi contra a corrupção.

Xi disse que as tropas têm de se lembrar de suas prioridades, relatou o diário oficial das Forças Armadas. Seus comentários foram feitos durante uma visita a uma base militar na província de Fujian, no sul do país, na quinta-feira, para comemorar o 87o aniversário do Exército da Libertação Popular.

“Resolutamente punir a corrupção, mantendo a boa imagem das forças armadas do povo do começo ao fim”, disse Xi, segundo o jornal.

Ele afirmou que os soldados têm de se afastar do que o partido chama de “quatro costumes” - formalismo, burocracia, hedonismo e luxúria.

Em junho, o partido anunciou que entraria em processo de corte marcial contra Xu Caihou, um de seus mais altos oficiais militares, por acusações de corrupção.

(Por Ben Blanchard)

Reuters