Reuters internacional

CARACAS (Reuters) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta sexta-feira que "hoje mesmo" resolverá o "impasse" entre a Promotoria e o Tribunal Supremo de Justiça, que ocorreu depois que a máxima instância judicial assumiu funções legislativas.

Nesta sexta, a poderosa procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega, rompeu com o governo de Maduro depois que o judiciário anulou o Congresso, em uma rara demonstração de divergência interna, enquanto aumentavam os protestos e as críticas internacionais. [nL2N1H81OD]

(Reportagem de Diego Oré)

Reuters

 Reuters internacional