Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Reuters) - O presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, disse nesta quarta-feira ser contra a ideia de ataques militares contra o Irã ou o grupo libanês apoiado por Teerã, Hezbollah, uma vez que há bastante turbulência no Oriente Médio.

Ele foi perguntado sobre o que pensa sobre a perspectiva de tais ataques em uma sessão de perguntas e respostas com jornalistas - dois dias depois que a Arábia Saudita acusou o Líbano de declarar guerra através de ações agressivas do Hezbollah.

Sisi afirmou que é contra guerra, sem explicar quem poderia estar envolvido em ações militares.

Quando questionado sobre prisões recentes na Arábia Saudita durante uma repressão anticorrupção, Sisi disse que a situação no reino era reconfortante e estável.

(Reportagem de Ahmed Aboulenein e Malak Ghobrial)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters