Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Macron participa de inauguração do Instituto de Matemática de Orsay, perto de Paris 25/10/2017 REUTERS/Etienne Laurent/Divulgação

(reuters_tickers)

CAYENNE (Reuters) - O presidente francês, Emmanuel Macron, disse nesta sexta-feira que dá apoio total ao primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, em relação à crise que acontece na Catalunha.

O governo espanhol se moveu para impor o regime direto sobre a Catalunha, retirando a autonomia da região menos de uma hora depois de o parlamento local declarar independência em um claro desafio a Madri.

"Sempre disse que tenho um interlocutor na Espanha, e é o primeiro-ministro Rajoy", disse Macron a jornalistas durante visita à Guiana Francesa.

"Há um governo de leis na Espanha com regras constitucionais. Mariano Rajoy quer que essas regras sejam respeitadas e tem meu total apoio", acrescentou Macron.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que acompanhava Macron, também disse ser importante evitar qualquer divisão ou "fraturas" no bloco da União Europeia.

"Não quero uma situação em que, amanhã, a União Europeia seja formada por 95 Estados diferentes. Temos de evitar divisões, porque já temos divisões e fraturas suficientes, e não precisamos de mais", disse Juncker.

Mais cedo nesta sexta, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, já havia manifestado apoio a Rajoy.

(Reportagem de Ronan Lietar)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters