Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente da Polônia, Andrzej Duda, durante declaração em Varsóvia 24/07/2017 REUTERS/Kacper Pempel

(reuters_tickers)

VARSÓVIA (Reuters) - O presidente da Polônia, Andrzej Duda, sancionou nesta terça-feira uma lei que dá ao ministro da Justiça o poder de contratar e demitir chefes de tribunais comuns, um dos três projetos de lei aprovados pelo Parlamento como parte do plano de reforma do Judiciário proposto do partido Lei e Justiça (PiS).

Na segunda-feira, Duda anunciou que vetaria os dois outros projetos de lei, que tinham como objetivo dar ao governo poderes para determinar a composição da Suprema Corte.

"O presidente sancionou a lei de 12 de julho", informou o site da Presidência.

A lei permite que o ministro da Justiça contrate e demita os juizes que comandam os tribunais comuns, uma medida que o Pis afirma ser necessária para fazer com que o Judiciário seja mais responsável com o povo e para tornar o sistema mais eficiente. Críticos dizem que a mudança irá comprometer a independência dos juizes.

Duda deverá apresentar, nos próximos dois meses, suas próprias propostas alternativas para os dois projetos de lei que vetou.

(Reportagem de Marcin Goclowski)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters