Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

ISTAMBUL (Reuters) - O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, acusou neste domingo um jornalista turco-alemão de ser um agente terrorista, em comentários que provavelmente causarão mais desconforto em Berlim sobre o incidente.

Erdogan, que falava em reunião de uma fundação islâmica em Istambul, disse que o repórter, Deniz Yucel, do jornal alemão Die Welt, seria julgado pelo Judiciário independente da Turquia.

As autoridades prenderam Yucel no mês passado sob acusações de propaganda em apoio de uma organização terrorista e incitando o público a violência.

Ele foi inicialmente detido depois que relatou em e-mails que um coletivo de hackers esquerdista teria obtido relatos privados de Berat Albayrak, ministro da Energia da Turquia e genro de Erdogan.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters