Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Funeral de Eilidh MacLeod, vítima de ataque em Manchester, em Castlebay, na Escócia 5/6/2017 REUTERS/Andrew Milligan/Divulgação

(reuters_tickers)

EDIMBURGO (Reuters) - Um tocador de gaita de foles solitário vestido com um kilt escocês conduziu as pessoas que prestaram suas homenagens a Eilidh MacLeod, de 14 anos, na pouco povoada ilha escocesa de Barra nesta segunda-feira, o primeiro enterro de uma vítima do ataque suicida na Manchester Arena.

Eilidh, ela mesma uma tocadora de gaita de foles entusiasmada, assistiu ao show de Ariana Grande no dia 22 de maio, quando o homem-bomba se explodiu e matou 22 pessoas. Sua amiga Laura MacIntyre, de 15 anos, também moradora da pitoresca ilha, ainda se recupera em um hospital.

O tocador de gaita de foles interpretou canções tradicionais que a adolescente adorava, disse Donald MacDonald, membro da banda Sgoil Lionacleit.

"Estas foram as últimas canções que Eilidh tocou na gaita de foles um dia antes de ir ao concerto", disse ele à BBC. "Ela era muito dedicada. Sempre praticando. Sempre dando o melhor de si".

Como sinal de respeito da comunidade unida, os negócios mantiveram as portas fechadas para que os moradores pudessem ir ao funeral.

O padre John Paul MacKinnon, que realizou o serviço, disse que Eilidh "colocou muita vida em 14 anos felizes".

"É muito importante que lembremos disso hoje – Eilidh era uma criança feliz, ela teve 14 anos felizes e nos últimos dias de sua vida era a mais feliz que você pudesse imaginar".

(Por Elisabeth O'Leary)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters