Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

SCHEVENINGEN, Holanda (Reuters) - O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, disse neste domingo que as "observações inflamadas" do presidente turco Tayyip Erdogan, que comparou os holandeses aos nazistas, não ajudarão a diminuir a briga diplomática entre os dois países.

Rutte disse que embora a Holanda não queira mais confrontos com Ancara, teria que considerar mais opções se a Turquia não parar de fazer tais comentários.

"Trabalhar juntos para reduzir o conflito é o interesse atual das lideranças, mas é claro que os turcos precisam ajudar e o que eles disseram hoje não está ajudando”, disse Rutte aos jornalistas.

Reuters