Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

CARACAS (Reuters) - A pocuradoria da Venezuela informou nesta quarta-feira que vai denunciar duas pessoas ligadas a um ex-ministro dos Transportes por suposto envolvimento em esquema de suborno ligado à construtora brasileira Odebrecht.

Maria Baptista e Elita Zacarias “estão ligadas ao ex-ministro Haiman El Troudi e devem se apresentar em 27 de julho”, informou a procuradoria em publicação no Twitter, sem fornecer mais detalhes.

    A Reuters não obteve comentários de Baptista, Zacarias ou El Troudi.

    A Odebrecht, maior companhia de engenharia e construção da América Latina, reconheceu em 2016 ter pago cerca de 98 milhões de dólares em propinas durante diversos anos para obtenção de contratos na Venezuela.

    Mais cedo neste ano, os procuradores buscaram a prisão do chefe da Odebrecht na Venezuela, Euzenando Azevedo, mas ele ainda não foi capturado e presume-se que já tenha deixado o país.

    O presidente venezuelano Nicolás Maduro havia dito publicamente que os responsáveis pela fraude devem ser punidos.

    Mas a investigação tem avançado particularmente devagar pelo sistema judiciário, em contraste com outros países na região, onde esquemas similares aconteceram.

    A Odebrecht deixou ao menos 23 projetos multimilionários inacabados ou paralisados na Venezuela, de acordo com documentos da companhia e do governo, entrevistas com mais de duas dúzias de funcionários e visitas aos locais.

(Reportagem de Diego Ore)

Reuters