Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

GENEBRA (Reuters) - Procuradores de Genebra anunciaram nesta segunda-feira que estão investigando o fato de os banheiros de um banco e três restaurantes da cidade terem ficado entupidos pelo equivalente a cerca de 100 mil dólares em notas de euro.

"Não estamos tão interessados no motivo, mas queremos ter certeza sobre a origem do dinheiro", disse o porta-voz Vincent Derouand, acrescentando que nem jogar dinheiro fora nem entupir um banheiro é crime.

O jornal Tribune de Genève, o primeiro a noticiar o depósito incomum, disse que o primeiro entupimento aconteceu no banheiro disponível no cofre do banco UBS, situado no distrito financeiro de Genebra, e três bistrôs das imediações encontraram os seus toaletes repletos de notas de 500 euros alguns dias mais tarde.

Derouand disse que duas pessoas concordaram em compensar os restaurantes pelos custos do entupimento, e estes retiraram a queixa que fizeram quando o incidente ocorreu, em maio.

O dinheiro foi confiscado durante a investigação e não ficou claro quem o receberia caso se descobrisse que ele é legal. Não existe nenhuma razão imediata para se pensar que seja dinheiro sujo, disse Derouand.

No ano passado o Banco Central Europeu disse ter decidido não imprimir mais notas de 500 euros por causa do temor de que estejam sendo usadas com muita frequência para atividades ilícitas, como a lavagem de dinheiro.

Um porta-voz do UBS não quis comentar.

(Por Tom Miles; reportagem adicional de Angelika Grube)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters