Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Candidato presidencial francês François Fillon. 09/02/2017 REUTERS/Stephane Mahe/Files

(reuters_tickers)

PARIS (Reuters) - O promotor fiscal francês disse nesta quinta-feira que suas investigações sobre alegações de trabalho falso em torno do candidato presidencial francês François Fillon e sua mulher continuarão.

Em comunicado, o promotor disse que "numerosos elementos coletados (pelos investigadores) não permitem, neste momento, que o caso seja arquivado".

O escândalo de três semanas sobre centenas de milhares de euros de contribuintes que a mulher do conservador Fillon recebeu como pagamento pelo trabalho que pode não ter realizado custou ao ex-primeiro-ministro de 62 anos sua condição de favorito na eleição presidencial francesa marcada para maio.

O promotor não anunciou nenhuma outra medida, mas entre as escolhas perante a ele estão arquivar o caso, levá-lo adiante ao indicar um magistrado investigador ou enviá-lo diretamente a julgamento.

(Reportagem de Andrew Callus)

Reuters