Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

LIMA (Reuters) - A promotoria peruana afirmou nesta terça-feira que pediu a um tribunal a prisão por 18 meses do ex-presidente Alejandro Toledo, acusado de receber subornos milionários da construtora brasileira Odebrecht.

O pedido de prisão preventiva de Toledo, que governou o país entre 2001 e 2006, será avaliado pelo juiz Richard Concepción, disse o Poder Judiciário em sua conta no Twitter.

(Reportagem de Teresa Cespedes)

Reuters