Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente russo, Vladimir Putin, escuta o chefe do Sberbank, Gref, em visita a Yalta, na Crimeia. 14/08/2014 REUTERS/Sergei Chirikov/Pool

(reuters_tickers)

YALTA Crimeia (Reuters) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta quinta-feira que aprovou a criação de uma força-tarefa militar na Crimeia, região anexada por Moscou da Ucrânia, mas disse que a presença não será muito intensa ou cara.

"O Ministério da Defesa preparou... um programa separado para a criação e desenvolvimento das forças militares na Crimeia. Eu aprovei este programa", disse Putin durante visita à península no Mar Negro. "Não vai ser excessiva, não vai ser cara."

(Reportagem de Alexei Anishchuk)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters