Reuters internacional

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, em Moscou. Rússia, 14/07/2016 REUTERS/Vasily Maximov/Pool

(reuters_tickers)

MOSCOU (Reuters) - O nível de confiança entre Moscou e Washington piorou desde que Donald Trump tomou posse em janeiro como presidente dos Estados Unidos, disse o presidente da Rússia, Vladimir Putin, em entrevista transmitida nesta quarta-feira.

Perguntado sobre a relação desde que Trump assumiu a Presidência, Putin disse, de acordo com uma transcrição da entrevista divulgada pelo Kremlin: "É possível dizer que o nível de confiança a nível de trabalho, especialmente no nível militar, não melhorou e, pelo contrário, se deteriorou".

Questionado sobre as acusações de que o governo da Síria seria responsável pelo ataque com armas químicas na província de Idlib, Putin disse que Damasco já tinha entregado seu estoque de armas químicas.

Ele disse acreditar em duas principais explicações para o incidente na província de Idlib: que os ataques aéreos do governo da Síria acertaram um estoque de armas químicas de rebeldes, liberando o gás venenoso, ou que o incidente foi planejado para desacreditar o governo sírio.

Putin pode se encontrar com o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, que está atualmente na Rússia, nesta quarta-feira, segundo o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

"Existe uma possibilidade" de que a reunião aconteça, disse Peskov, se Tillerson e seu equivalente na Rússia, o chanceler Sergei Lavrov, que estão conversando em Moscou, julgarem necessário que Putin seja informado sobre as discussões.

(Reportagem de Andrey Ostroukh)

Reuters

 Reuters internacional