Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Putin conversa com o presidente da Fifa Infantino em Krasnodar 23/5/2017 Sputnik/Aleksey Druzhinin/Kremlin via REUTERS

(reuters_tickers)

KRASNODAR, Rússia (Reuters) - Os preparativos da Rússia para receber a Copa do Mundo no ano que vem estão dentro do programado, disse o presidente russo, Vladimir Putin, ao chefe da Fifa, Gianni Infantino, nesta terça-feira.

A Rússia, que tem sido alvo de diversas rodadas de sanções de países ocidentais em decorrência da anexação da Crimeia e pelo envolvimento de Moscou no conflito na Ucrânia com separatistas pró-Rússia, irá realizar a Copa das Confederações no próximo mês como evento preparatório para o Mundial de 2018.

O governo russo facilitou a concessão de vistos para torcedores estrangeiros e está investindo bilhões de dólares em estádios, hotéis e outros projetos de infraestrutura, à medida que o Kremlin busca melhorar a imagem da Rússia em meio a sua pior crise com o Ocidente desde a Guerra Fria.

"Com relação aos preparativos para a Copa das Confederações e a Copa do Mundo, como você sabe, nós damos muita atenção aos nossos convidados estrangeiros, vamos oferecer-lhes muitos lugares, também estamos trabalhando com os torcedores e suas federações", disse Putin ao presidente da Fifa durante visita do dirigente à Rússia.

"Iremos fazer tudo ao nosso alcance para garantir que as instalações, as acomodações, a condição dos estádios na Rússia, os serviços que serão prestados aos atletas, aos torcedores e a todos os outros sejam do mais alto nível possível".

Putin e Infantino se encontraram na cidade russa de Krasnodar, no sul, que abriga um dos estádios mais modernos do país, pertencente ao time russo da primeira divisão FC Krasnodar.

Apesar de a cidade não estar entre as sedes dos torneios da Fifa, Infantino disse que a infraestrutura do local representa "um fato concreto provando que a Rússia pode cumprir".

"Obviamente como presidente da Fifa, mas mais importante também como torcedor de futebol, eu realmente convido o mundo todo a vir para a Rússia para a Copa das Confederações, a Copa do Mundo e a descobrir um país incrível", disse Infantino.

(Reportagem de Dmitry Madorsky e Sergei Karpukhin)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters