Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

WASHINGTON (Reuters) - A Coreia do Norte não manifestou interesse em prosseguir com as conversas sobre seus programas nuclear e de mísseis, informou neste sábado o Departamento de Estado norte-americano, após o secretário de Estado, Rex Tillerson, reconhecer que os Estados Unidos estavam se comunicando diretamente com Pyongyang.

"Autoridades norte-coreanas não mostraram indicação de que estão interessadas ou prontas para conversas sobre uma desnuclearização", disse a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, em comunicado.

Mais cedo neste sábado, Tillerson havia revelado durante viagem à China que os EUA tinham linhas de comunicação com Pyongyang, citando dois ou três canais abertos. "Podemos falar com eles. Falamos com eles", afirmou ele, sem entrar em detalhes sobre quem estava envolvido nos contatos ou quão frequente eram as conversas.

A meta de qualquer diálogo inicial seria simples: descobrir diretamente o que a Coreia do Norte quer discutir. "Ainda não chegamos tão longe assim", disse o secretário de Estado norte-americano.

Aa declarações de Tillerson surgem após um dia de reuniões em Pequim, que estava alarmada pelas recentes trocas de ameaças de guerra e insultos pessoais entre o líder norte-coreano, Kim Jong Un, e o presidente norte-americano, Donald Trump.

(Por Lesley Wroughton, Phil Stewart e Ben Blanchard)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters