Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MOSCOU (Reuters) - Autoridades russas acusaram dois ex-funcionários do Serviço de Segurança Federal e um funcionário da companhia de segurança cibernética Kaspersky Lab por terem cometido traição no interesse dos Estados Unidos, disse Ivan Pavlov, advogado que representa um dos três acusados.

"Meu cliente, junto com os outros, foi acusado de traição de Estado e de cooperar com serviços de inteligência dos EUA", disse Pavlov à Reuters em entrevista por telefone.

Pavlov identificou os acusados como sendo Ruslan Stoyanov, funcionário da Kaspersky, e Sergei Mikhailov e Dmitry Dokuchayev, os especialistas em segurança cibernética do Serviço de Segurança Federal.

Ele se negou a dizer qual dos três homens representa, dizendo somente que Stoyanov não é seu cliente.

(Reportagem de Svetlana Reiter e Maria Kiselyova)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters