Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Homem respira com máscara de oxigênio após suposto ataque de gás na cidade de Khan Sheikhoun, na Síria. 04/04/2017 REUTERS/Ammar Abdullah

(reuters_tickers)

MOSCOU (Reuters) - Uma resolução proposta na Organização das Nações Unidas (ONU) sobre um ataque com armas químicas na Síria é "inaceitável" para a Rússia, disse uma porta-voz do Ministério de Relações Exteriores russo, segundo a agência de notícias Interfax, nesta quarta-feira.

"Não acreditamos que seja conveniente passar a resolução sobre o ataque de armas químicas em sua forma atual", disse a porta-voz Maria Zakharova.

Estados Unidos, França e Reino Unido apresentaram o esboço de um comunicado do Conselho de Segurança da ONU condenado o ataque e cobrando uma investigação. A Rússia tem o poder de vetá-lo, como tem feito em todas as resoluções anteriores contrárias ao regime do presidente sírio, Bashar al-Assad.

A Rússia já indicou que irá publicamente defender Assad, e disse que o incidente químico que matou dezenas de pessoas foi causado provavelmente por um vazamento de um depósito controlado por rebeldes sírios.

(Reportagem de Polina Devitt)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters