Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Andrei Makhovsky

MINSK (Reuters) - A Igreja Ortodoxa da Rússia disse neste sábado que responderá com firmeza ao Patriarcado Ecumênico, baseado em Istambul, sobre sua decisão de apoiar o pedido da Ucrânia de estabelecer uma Igreja independente e “autocéfala”.

Kiev vê a movimentação, endossada por um sínodo em Istambul na quinta-feira, como um passo vital contra a interferência de Moscou em seus assuntos, mas o clero russo se opõe, na maior divisão da Cristandade em 1.000 anos.

Alexander Volkov, porta-voz do Patriarcardo Ortodoxo Russo Kirill, disse que o Sagrado Sínodo da Igreja “expressaria sua posição”, sem elaborar sobre qual medida tomaria.

“O Sínodo, que se reunirá em Minsk (na segunda-feira), dará sua avaliação final”, disse Volkov a repórteres.

“De qualquer forma, a resposta será na mesma moeda e dura”, acrescentou.

No mês passado, a Igreja Ortodoxa Russa anunciou que não participaria mais das estruturas presididas pelo Patriarcado Ecumênico de Constantinopla, aprofundando a disputa por causa da tentativa da Igreja ucraniana de se separar da órbita de Moscou.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters