Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MOSCOU (Reuters) - A Rússia anunciou a realização de novos exercícios militares envolvendo aviões bombardeiros e caças, nesta segunda-feira, numa demonstração de força perto da fronteira com a Ucrânia.

Segundo a agência de notícias Interfax, um porta-voz da força aérea disse que mais de 100 aviões e helicópteros serão empregados nas manobras de segunda a sexta-feira nos distritos central e oeste da Rússia.

O porta-voz Igor Klimov disse que os exercícios são os primeiros em uma série de atividades para melhorar a coordenação militar e não fez qualquer menção à Ucrânia, onde rebeldes pró-Rússia enfrentam as forças do governo.

O exercício deve provocar preocupação entre as potências ocidentais, que acusam a Rússia de aumentar o número de tropas ao longo da fronteira com a Ucrânia e de armar os rebeldes no leste da Ucrânia. Moscou nega fornecer armas aos rebeldes.

Klimov disse que aviões como os caças Su-27 e MiG-31, a nova frota de bombardeiros Su-34, e helicópteros Mi-8, Mi-24 e Mi-28N serão utilizados no exercício.

O Ministério da Defesa da Rússia não pôde ser contactado de imediato para comentar.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters