Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MOSCOU (Reuters) - A Rússia anunciou a realização de novos exercícios militares envolvendo aviões bombardeiros e caças, nesta segunda-feira, numa demonstração de força perto da fronteira com a Ucrânia.

Segundo a agência de notícias Interfax, um porta-voz da força aérea disse que mais de 100 aviões e helicópteros serão empregados nas manobras de segunda a sexta-feira nos distritos central e oeste da Rússia.

O porta-voz Igor Klimov disse que os exercícios são os primeiros em uma série de atividades para melhorar a coordenação militar e não fez qualquer menção à Ucrânia, onde rebeldes pró-Rússia enfrentam as forças do governo.

O exercício deve provocar preocupação entre as potências ocidentais, que acusam a Rússia de aumentar o número de tropas ao longo da fronteira com a Ucrânia e de armar os rebeldes no leste da Ucrânia. Moscou nega fornecer armas aos rebeldes.

Klimov disse que aviões como os caças Su-27 e MiG-31, a nova frota de bombardeiros Su-34, e helicópteros Mi-8, Mi-24 e Mi-28N serão utilizados no exercício.

O Ministério da Defesa da Rússia não pôde ser contactado de imediato para comentar.

Reuters