Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MOSCOU (Reuters) - O Ministério de Relações Exteriores russo acusou os Estados Unidos de tentarem "transferir a responsabilidade" pelos acontecimentos na península coreana para a Rússia e para a China, após outro teste de míssil conduzido por Pyongyang.

Os Estados Unidos disseram na sexta-feira que Moscou e Pequim são os principais facilitadores econômicos dos programas nuclear e de mísseis da Coreia do Norte e que os dois governos têm uma responsabilidade especial pela crescente ameaça.

"Nós vemos como tentativas infundadas executadas pelos Estados Unidos e por um número de outros países para transferir a responsabilidade para a Rússia e China, quase culpando Moscou e Pequim por permitirem as ambições nuclear e de mísseis da Coreia do Norte", disse o Ministério de Relações Exteriores da Rússia em comunicado.

A China já havia rejeitado as críticas norte-americanas, dizendo que o problema da Coreia do Norte não surgiu por causa da China e que todos os países deveriam trabalhar juntos para encontrar uma solução.

(Reportagem de Polina Devitt)

Reuters