Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Operário em um frigorífico do grupo brasileiro Marfrig em Promissão, São Paulo. 7/10/2011. REUTERS/Paulo Whitaker

(reuters_tickers)

MOSCOU (Reuters) - O ministro da Agricultura da Rússia, Nikolai Fyodorov, disse nesta quinta-feira que o país vai compensar a proibição de importação de alimentos e produtos agrícolas da União Europeia e dos Estados Unidos com um maior fornecimento de carne do Brasil e queijo da Nova Zelândia.

A Rússia também está discutindo a proibição de importação com Cazaquistão e Belarus, disse o ministro em entrevista coletiva.

O governo russo anunciou nesta quinta que vai proibir a importação de frutas, vegetais, carnes, peixes e laticínios dos Estados Unidos, União Europeia, Austrália, Canadá e Noruega.

A proibição será válida a partir de 7 de agosto e irá durar um ano.

Reuters