Reuters internacional

Por Ahmad Sultan

JALALABAD, Afeganistão (Reuters) - Ao menos três civis afegãos foram mortos nesta segunda-feira quando soldados dos Estados Unidos abriram fogo depois de seu veículo ser atingido por uma bomba em uma via, disse uma autoridade da província de Nangarhar.

Um homem e seus dois filhos morrem em casa em Ghani Khel, um distrito do sul de Nangarhar localizado na fronteira com o Paquistão, disse Attaullah Khogyani, porta-voz do governador provincial.

"Depois que a explosão da bomba as atingiu, as forças americanas começaram a atirar e mataram um homem e duas crianças próximos", disse.

O comando militar dos EUA em Cabul disse que um comboio de tropas norte-americanas e afegãs foi atingido por uma bomba de beira de estrada e atacado por atiradores.

"O comboio reagiu aos disparos em legítima defesa e não houve baixas dos EUA", disse o comando em um comunicado.

Não foi feito nenhum registro oficial de baixas civis, mas os militares estão investigando o incidente, afirmaram os militares norte-americanos em um informe.

"Levamos as baixas civis muito a sério e todas as alegações são minuciosamente investigadas", afirmou o texto.

As baixas civis vêm atingindo níveis quase recordes à medida que os combates se estendem a mais áreas do Afeganistão, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU).

No sábado, três soldados dos EUA foram mortos e outro ficou ferido quando um soldado afegão abriu fogo contra eles em Nangarhar, onde tropas de elite dos EUA estão ajudando forças afegãs que combatem os militantes do Estado Islâmico.

Também no final de semana, um ataque aéreo norte-americano no sul do Afeganistão matou ao menos três policiais afegãos e feriu vários outros durante uma operação conjunta de forças especiais dos dois países.

Reuters

 Reuters internacional