Navigation

Regeneron diz que coquetel de anticorpos preveniu e tratou Covid-19 em animais

Funcionário trablaha em laboratório da farmacêutica Regeneron. 24/3/2015. REUTERS/Mike Segar reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. agosto 2020 - 00:40

Por Michael Erman

(Reuters) - A farmacêutica Regeneron afirmou nesta segunda-feira que o coquetel de anticorpos que está desenvolvendo para combater a Covid-19 preveniu e tratou a doença em macacos e hamsters, acrescentando que espera que o medicamento possa funcionar para pessoas.

A empresa norte-americana de biotecnologia disse no estudo, que ainda não foi revisado por pares, que o coquetel de dois anticorpos monoclonais foi capaz de "bloquear quase que completamente o estabelecimento da infecção pelo vírus."

Em um segundo estudo, nos quais os animais foram infectados com um nível muito maior do vírus, a Regeneron afirmou que o coquetel também foi capaz de minimizar a infecção. O efeito profilático foi bastante reduzido quando administrada uma dose mais baixa do medicamento, acrescentou a companhia.

A farmacêutica disse ainda que os resultados igualaram ou superaram efeitos demonstrados recentemente em estudos com animais para o desenvolvimento de candidatas a vacinas.

(Reportagem de Michael Erman)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447745))

REUTERS GA AAP

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.