Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Bandeiras da União Europeia e do Reino Unido REUTERS/Jon Nazca

(reuters_tickers)

Por William James e Elizabeth Piper

LONDRES (Reuters) - O Reino Unido publicou nesta quinta-feira um projeto de lei para cortar laços políticos, financeiros e legais com a União Europeia, em um importante passo em direção à separação com o bloco, o chamado Brexit.

A lei de revogação é central para o plano do governo de sair da UE em 2019, desvinculando o Reino Unido dos mais de 40 anos de legislação da União Europeia e revogando o tratado que o tornou um membro do bloco em 1972.

A passagem da lei pelo Parlamento pode decidir o futuro de May como primeira-ministra. A eleição que ela convocou para o mês passado custou a seu governo a maioria parlamentar absoluta e reabriu o debate sobre a natureza da saída do Reino Unido da União Europeia.

"É um dos textos de legislação mais significativos que já passou pelo Parlamento e é um importante marco no processo da nossa saída da União Europeia", disse o ministro britânico para o Brexit, David Davis, em comunicado.

O governo também deu corpo a sua posição de negociação com a UE, publicando três documentos que destacaram que o Reino Unido deixará a organização nuclear Euratom e a competência do Tribunal de Justiça da União Europeia.

Rebelião de qualquer um dos lados mudaria o rumo da legislação e testaria a habilidade de May de negociar um acordo ou de conseguir apoio de partidos de oposição. Se ela fracassar, sua posição pode se tornar instável rapidamente.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters