Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

LONDRES (Reuters) - A democracia do Reino Unido é uma das mais seguras do mundo e continuará assim, disse um porta-voz da primeira-ministra britânica, Theresa May, nesta segunda-feira, comentando uma insinuação sobre possível interferência estrangeira na votação que decidiu a saída britânica do bloco, conhecida como Brexit.

Na semana passada, o parlamentar opositor Ben Bradshaw exortou o governo a analisar relatos de um grupo de ativistas dando a entender que a origem de alguns fundos de campanha do Brexit não está clara.

Bradshaw disse ao Parlamento que a questão deveria ser investigada, "dada a preocupação generalizada com a interferência estrangeira, e particularmente russa, em democracias ocidentais".

Em um boletim de rotina a repórteres, o porta-voz de May foi indagado se a premiê está preocupada com os relatos.

"Não estou ciente destas preocupações", disse. "Mais especificamente, como sempre digo, o sistema democrático do Reino Unido está entre os mais seguros do mundo e continuará a estar".

Em abril, a Comissão Eleitoral britânica, que regulamenta as finanças políticas do país, disse estar investigando os gastos de campanha da organização pró-separação Brexit Leave.EU, sem dar maiores detalhes.

Uma porta-voz da Comissão Eleitoral disse nesta segunda-feira que a investigação ainda está em andamento e que não fornecerá nenhuma informação adicional até que esteja finalizada.

(Por William James e Estelle Shirbon)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters