Reuters internacional

Primeira-ministra britânica, Theresa May, durante coletiva de imprensa em Londres. 17/05/2017 REUTERS/Stefan Wermuth

(reuters_tickers)

HALIFAX, Inglaterra (Reuters) - A primeira-ministra britânica, Theresa May, disse nesta quinta-feira que os dias em que o Reino Unido fazia grandes contribuições financeiras anuais para a União Europeia vão acabar, mas que pode haver programas específicos do bloco dos quais gostaria de participar depois do Brexit.

Em uma lista de compromissos políticos divulgada antes da eleição do dia 8 de junho, May disse que pode ser necessário que o Reino Unido faça contribuições para ter acesso a esses programas específicos.

May também disse que acredita ser necessário concordar com os termos da futura parceria do Reino Unido com a União Europeia dentro dos dois anos permitidos sob o processo do Artigo 50, o mecanismo formal para a saída do bloco.

(Reportagem de Elizabeth Piper, William James e Kylie MacLellan)

Reuters

 Reuters internacional