Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

TEGUCIGALPA (Reuters) - Os negociadores do governo de facto de Honduras e do presidente deposto, Manuel Zelaya, chegaram nesta sexta-feira a um acordo final para superar a crise iniciada pela deposição do mandatário, disse uma representante de Zelaya.
As duas comissões haviam acertado recorrer ao Congresso para apresentar o acordo, que em seu ponto mais relevante prevê uma votação dos deputados para decidir pela restituição ou não de Zelaya, disse à Reuters Mayra Mejía, negociadora que representa o presidente deposto.
Vilma Morales, negociadora do presidente de facto Roberto Micheletti, disse que as partes estavam terminando o acordo.
O pacto é necessário para que a comunidade internacional reconheça as eleições presidenciais de 29 de novembro.
(Reportagem de Gustavo Palencia)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters