Reuters internacional

WASHINGTON (Reuters) - Uma reunião na Casa Branca que ajudaria a determinar se os Estados Unidos devem se retirar do acordo climático de Paris foi adiada, disse nesta terça-feira uma autoridade da Casa Branca.

Alguns dos principais assessores do presidente Donald Trump, incluindo o secretário de Energia, Rick Perry, e o chefe da Agência de Proteção Ambiental, Scott Pruitt, se reuniriam nesta terça-feira para discutir como Trump deve lidar com o acordo climático de 2015.

A reunião foi cancelada porque "algumas das autoridades estão viajando hoje", disse a fonte da Casa Branca.

A reunião será reprogramada, mas nenhuma data foi estabelecida, segundo a fonte.

O pacto, firmado por quase 200 nações na capital francesa em 2015, almeja limitar o aquecimento planetário em parte através do corte do dióxido de carbono e de outras emissões causadas pela queima de combustíveis fósseis. Como parte do acordo, os EUA se comprometeram a reduzir até 2015 suas emissões em 26 a 28 por cento, sobre os níveis de 2005.

Trump já chegou a dizer que os EUA deveriam "cancelar" o acordo, mas desde que foi eleito pouco falou no assunto.

(Reportagem de Steve Holland)

Reuters

 Reuters internacional