Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Demonstrators attend a rally held by Russian Communist party to mark the Red October revolution's centenary in central Moscow, Russia November 7, 2017. REUTERS/Sergei Karpukhin

(reuters_tickers)

LONDRES (Reuters) - "O dia trouxe certas mudanças...", começava uma reportagem da Reuters da então capital russa, Petrogrado, 100 anos atrás nesta terça-feira.

Pelo calendário ocidental, foi o dia em que os bolcheviques de Vladimir Lenin depuseram o governo provisório mais moderado de Kerensky, um passo decisivo na revolução que viria a criar a União Soviética.

O telegrama de 7 de novembro de 1917 da Reuters daquela que se tornou Leningrado e hoje é São Petersburgo foi republicado no jornal Sheffield Evening Telegraph um dia depois, e dizia:

"O dia trouxe certas mudanças na situação geral da capital. O movimento maximalista (revolucionário) fez um progresso novo e bastante apreciável, mas não ocorreram desordens."

"Perto das 5h da tarde o Comitê Militar Revolucionário do Soviete publicou uma proclamação declarando que Petrogrado está em suas mãos, graças à assistência da guarnição, que permitiu que um golpe de Estado fosse realizado sem derramamento de sangue."

"A proclamação declara que o novo governo proporá uma paz imediata e justa, dará a terra aos camponeses e convocará a Assembleia Constituinte."

(Compilado por Jeremy Gaunt e David Cutler)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters