Por Maggie Fick

ADDIS ABABA (Reuters) - Ramalhetes de rosas brancas cercavam os funcionários de aviação que se reuniram no Aeroporto Internacional de Bole, neste domingo, para homenagear os dois pilotos e seis tripulantes que morreram junto com 149 passageiros na queda de um avião da Ethiopian Airlines, há uma semana.

Às lágrimas, mulheres seguravam rosas nas mãos trêmulas. Durante a cerimônia, um grande número de flores brancas, a cor tradicional para despedidas, foi depositado em frente a uma fila de caixões vazios.

Uma banda --com alguns músicos chorando-- parou de tocar para que seus membros pudessem confortar parentes inconsoláveis que se lamentavam sobre os caixões.

“Nossa profunda tristeza não pode trazê-los de volta”, disse um padre ortodoxo vestido com um tradicional turbante e trajes pretos para a multidão que se reuniu do lado de fora de um dos hangares do aeroporto. “Esse é um lamento do mundo”, disse ele, enquanto funcionários da Ethiopian Airlines soluçavam abraçados.

Ao menos o acidente ocorreu na Etiópia --a terra sagrada-- disse ele, fazendo surgir gritos de “amém” na multidão.

Em Paris, investigadores examinavam os gravadores da caixa-preta para determinar por que a aeronave caiu em um descampado pouco depois de decolar de Addis Abeba, numa busca por pontos em comum com a queda de um avião da Lion Air que matou 189 pessoas, em outubro.

Os dois acidentes envolveram o mesmo modelo de avião --o Boeing 737 MAX 8-–, o que levou as autoridades de aviação a suspenderem as decolagens do modelo em todo o mundo depois do acidente da semana passada.

Os dados do gravador de voo da Ethiopian Airlines foram extraídos com sucesso, disse a BEA, agência de investigação de acidentes aéreos francesa, neste domingo.

As informações foram transferidas para investigadores etíopes, disse a agência, acrescentando que seu trabalho técnico no gravador de dados do voo e no gravador de vozes da cabine de comando estava concluído.

(Reportagem adicional de Tiksa Negeri, Kumerra Gemechu e Leigh Thomas)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.