Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

AMÃ (Reuters) - A Síria exigiu, neste sábado, que as tropas turcas que entraram no noroeste do país o deixassem imediatamente, alegando que a presença dos militares constituía uma "agressão flagrante".

De acordo com uma declaração do Ministério das Relações Exteriores transmitida pela tv estatal, a entrada de veículos militares turcos no noroeste da Síria através do cruzamento de Bab al-Hawa, no final de quinta-feira, seria uma violação do direito internacional.

A Turquia informou que atua ao lado de grupos rebeldes sírios para implementar um acordo fechado no mês passado com a Rússia e o Irã, no Cazaquistão, que tem como objetivo reduzir os combates entre insurgentes.

(Por Suleiman Al-Khalidi)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters