Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, e secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, durante coletiva de imprensa em Cabul, no Afeganistão 27/09/2017 REUTERS/Omar Sobhani

(reuters_tickers)

CABUL (Reuters) - O secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, chegou à capital do Afeganistão em uma visita surpresa nesta quarta-feira, horas depois de pequenos foguetes explodirem nos arredores do aeroporto de Cabul, informou a polícia.

Não havia relatos de vítimas ou de danos provocados pelo ataque, que teve a autoria reivindicada pelo Estado Islâmico.

A visita de Mattis acontece após o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciar uma nova estratégia para o Afeganistão, prometendo uma intensificação da campanha militar contra os insurgentes do Taliban, que ganharam terreno em um momento em que tentam restabelecer a lei islâmica depois da derrubada do regime liderado pelo grupo em 2001.

Mattis disse que os EUA enviarão mais 3 mil soldados ao Afeganistão para ajudar a treinar as forças de segurança afegãs que combatem o Taliban e outros grupos militantes.

Atualmente existem cerca de 8.400 militares norte-americanos no Afeganistão. A maioria deles aconselham as forças afegãs, mas alguns estão envolvidos em operações contra o Taliban.

(Reportagem de Redação Cabul e Mostafa Hashem, no Cairo)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters