Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, no Pentágono 08/08/2017 REUTERS/Kevin Lamarque

(reuters_tickers)

WASHINGTON/SEUL (Reuters) - O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, emitiu nesta quarta-feira um forte alerta à Coreia do Norte, dizendo que Pyongyang deve interromper as ações que levarão ao "fim de seu regime e à destruição de seu povo".

As palavras de Mattis, algumas das mais fortes dos EUA contra a Coreia do Norte, ocorreram após comentários firmes do presidente Donald Trump, que disse na terça-feira que as ameaças de Pyongyang aos EUA seriam enfrentadas com "fogo e fúria".

As observações inesperadas de Trump levaram a Coreia do Norte a responder, afirmando que estava analisando planos para um ataque de mísseis contra Guam, um território dos EUA no Pacífico.

Mattis disse em um comunicado que os Estados Unidos e seus aliados venceriam qualquer corrida armamentista ou conflito com a Coreia do Norte.

"A RPDC deve optar por deixar de se isolar e suspender a busca de armas nucleares", disse Mattis, usando a sigla para o nome oficial da Coreia do Norte, República Popular Democrática da Coreia.

"A RPDC deve cessar qualquer consideração de ações que levem ao fim de seu regime e à destruição de seu povo", acrescentou.

Os Estados Unidos e a Coreia do Sul continuam tecnicamente em guerra com a Coreia do Norte após o conflito coreano de 1950-53 ter terminado com uma trégua e não um tratado de paz.

A tensão na região aumentou desde que a Coreia do Norte realizou dois testes de bombas nucleares no ano passado e dois testes de mísseis balísticos intercontinentais em julho. Trump disse que não permitirá que Pyongyang desenvolva uma arma nuclear capaz de atingir os Estados Unidos.

(Por Doina Chiacu, Idrees Ali e Christine Kim)

Reuters